O estresse e a queda do cabelo

Resultado de imagem para estresse e queda do cabelo

O estresse e a queda do cabelo

Muitas pessoas acreditam que a perda de cabelo de origem psicológico se deve exclusivamente a distúrbios severos. Mas não só os grandes reveses da vida avatares descomunais podem fazer com que o cabelo caia. Sensações que são o mais comum, como as geradas por problemas do dia-a-dia, também podem fazer “mossa” na nossa cabeleira.

Embora as tribulações diárias não sejam usadas como um problema nos manuais de diagnóstico, sim, que podem chegar a representar uma fonte de estresse considerável. Acordar, preparar o café da manhã das crianças, levá-los ao colégio, ir correndo a um trabalho em que você pode estar sendo submetido a uma grande pressão, comer fora de casa… Os ‘desafios’ dia a dia que muitas pessoas enfrentam e os nervos que provocam podem ir acumulando-se e acabar passando fatura.
Essa situação pode resultar em uma grande variedade de problemas. Pode ser que não conciliemos o sono, que nos despertarmos no meio da noite, aparentemente felizes. Pode perder o apetite justo o contrário, que nos entram vontade de comer a todas as horas. As dores de cabeça, esgotamento das dores de estômago também pode ocorrer se a nossa rotina está acabando com a gente. E não é raro que a pele, cabelo e unhas também acabem sofrendo os avatares diários, podendo ocorrer uma perda de cabelo.

Imagem relacionada

Tratar a queda de cabelo é algo importante. Há pessoas que podem vir a interpretar a perda de cabelo como que a vida os está vencendo, sentindo-se derrotados. Por não falar da insegurança que pode vir a gerar esta situação em suas relações interpessoais (dúvidas, timidez, baixa auto-estima…). Se conseguirmos controlar a perda de cabelo pode ser um bom começo para poder controlar outros problemas do dia a dia.

Ante o stress diário, o mais aconselhável é o distanciamento psicológico da fonte de problemas. Se o que mais nos afeta é o trabalho, devemos procurar não pensar nele durante as horas que não estejamos lá. Fácil de dizer, difícil de fazer… Como posso obtê-lo?  Utilizando tratamentos e remédios como Hairloss Blocker ou Tentando realizar atividades que nós gostamos e que nos permitam relaxar.

Se o que gosta é de sair com nossos amigos, obriguemos a fazê-lo. Se quando mais apreciamos é assistindo a um jogo de futebol, procuremos não deixar de fazê-lo. Se o cinema nos amamos, mas normalmente só podemos ir no fim de semana, vamos tentar quebrar a rotina e ir em uma quarta-feira.

Imagem relacionada

Quando sentimos prazer, não podemos sentir desprazer desconforto. Se estamos desfrutando de algo, automaticamente esquecemos os problemas e nós carregamos as baterias. Especialmente se esses problemas são os que geram o stress diário: situações que em si não são problemas muito graves, mas que nos vão se esgotando pouco a pouco.

Outro aspecto fundamental é a comunicação de emoções. Ser capazes de explicar o que está nos agobiando de nosso dia-a-dia e que nos ouçam e compreendam alivia imediatamente o stress. Mas há que ter cuidado: se nos dedicamos a dar voltas sobre um mesmo assunto -por exemplo, o mal que nos tratou o nosso chefe – corremos o risco de se afundar mais e mais. O aconselhável seria não falar muito do trabalho fora dele, para que não contamine o resto da nossa vida.

No próximo artigo iremos tratar sobre o mau hálito. Dicas, como combater, como prevenir e muito mais: Como Eliminar O Mau Hálito.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *